FOTOS DOS OUTROS EVENTOS FIB

19:12





3 comentários:

Cris disse...

Gente!!!!!

Que benção!!!!
Coisa boa começar a ver que o blog já está no ar...
Podemos mandar noticias interessantes?

namaskar

Cris

Marina Abelha Stremlow disse...

Estou muito Feliz pelo blog e repasssando aos interessados...
Grande!!

Querida família do parque,
algumas reflexões...sobre a carta do Michael


1. O risco de banalização/tomada do conceito FIB por outros setores pode existir de qualquer forma. É complicado manter a idéia ativa sem lidar com a apropriação. Talvez a apropriação bem conduzida possa resultar em menos distorções. O que vai sustentar o processo ao longo do tempo é a permanência/divulgação dos projetos na perspecitiva do FIB que são bem-sucedidos.

2. Acho importante a manutenção/desenvolvimento de parcerias via internet que é a mídia mais acessível e de base que dispomos...acho que é possível acompanhar na paralela juntos à mídia a discussão de um formato de "nova mídia" mas isso demanda tempo e diz respeito a uma especialidade.O FIB deveria ser cultivado como uma idéia para um processo de crescimento, no plano empreserial acho que é mais um serviço que um produto.

3. Suponho que haja diferenças significativas entre a forma como vamos introduzir a idéia do FIB no Brasil e como o Michael está fazendo no Canadá. Acredito que temos aqui permeabilidade entre o saber acadêmico e o saber popular que é uma vantagem. Concordo que a troca de experiências é um agente importantíssimo no processo. Acredito que a estrutura do parque com algum instituto de pesquisa próximo (Unicamp ou PUC) pode ser um aglutinador das experiências e das trocas do FIB nos níveis que forem sendo criados, essa parceria tem que ser bem detalhada.

4. Acho que esse formato de intâncias (munípios pequenos, empresas) diferentes em locais diferentes em rede e o parque enquanto órgão de referência seria ideal.

5. Sugiro o priorização do FIB aplicado aos projetos já orientados/conduzidos pelo parque e um curso nos moldes do facilitador para as pessoas envolvidas na condução desses projetos. A partir desse curso se poderia desenhar conjuntamente uma ampliação para projetos não conduzidos/orientados pelo parque.
Saudades,
Abraço grande,
Marina

Fabrício Oliveira disse...

Namaskar !!!

Que possamos juntos transformar pessoas e pessoas em corações cheios de amor.

Felicidade que
Intergra os
Bons de coração.

Fabrício Oliveira.